Voltar

Jornada para a nuvem: começar bem acompanhado é o caminho para o sucesso

Fabio Kuhl

Desde quando isso erauma novidade cheia de promessas, centenas de empresas de todos os portes temembarcado na jornada para a nuvem,

Hoje em dia, executivos vivem uma transformação na forma de consumir tecnologia, seduzidos pela facilidade do consumo sob demanda, como armazenamento em nuvem, bases de dados, provisionamento de servidores e outros serviços. A falta de burocracia, que permeava os velhos tempos para a contratação de um servidor, atraiu o interesse das empresas.

Essas burocracias levavam até 6 meses de negociações e envolvia muitos profissionais com reuniões técnicas e cotações, elevando ainda mais os custos. Quando chegava, já estava subdimensionado, pois o servidor havia sido arquitetado para o ritmo de meses atrás.

Graças ao advento da nuvem esta experiência faz parte do passado. As empresas se conscientizaram sobre os benefícios dessa tecnologia, e o quão imprescindível ela é para a evolução dos negócios. Antes a cloud era inovação, hoje é uma commodity.

Pesquisas do Gartner mostram que, em 2020, será tão raro empresas que não utilizam cloud computing, assim como as que não utilizam internet. Utilizar os recursos computacionais em nuvem é condição para interagir digitalmente e não perder negócios. Diante de ofertas de cloud pública e privada, é necessário se atentar as dificuldades de se desvincular da opção pública, sem ter que renegociar cláusulas que forçariam as empresas a conviverem com as anomalias do processo de migração, pelo fato de ter que arcar com multas por rompimento contratual. A nuvem faz parte da gestão de negócios,mas é importante tomar cuidado com as armadilhas dos modelos gratuitos, pois há opções que aprisionam empresas sob condições de multas exageradas.

Vale ressaltar a importância de envolver todas as camadas do negócio, do CIO para baixo, a fim de alcançar os benefícios da cloud com a menor incidência de traumas possíveis.

A mudança estrutural do mundo corporativo não acabou. Fases de projetos, planos de arquiteturas, gestão de capacidade, riscos e segurança e outras disciplinas de regulamentação se renderam à velocidade proporcionada pela cloud.

Uma boa notícia é que existem os parceiros de negócios, fornecedores de tecnologia que estão fazendo a sua parte, capacitando, homologando, testando e desenvolvendo.

A jornada para a nuvem deve estar ancorada em pilares consistente, maduros e claros. É necessário seguir em frente, mas não sozinho. O ponto de partida está ligado ao nível de maturidade técnica da empresa e de seu parceiro. Encontrar o ponto de maturidade tecnológica, para saber o ponto de partida, é tão trabalhoso quanto a jornada em si. É por esse e outros motivos que as empresas devem planejar e contar com parceiros qualificados, para juntas, criarem um caminho forte e duradouro rumo a jornada de evolução, que não terminará tão cedo.

Fonte: Originalmente publicado em https://www.itforum365.com.br/jornada-para-a-nuvem-comecar-bem-acompanhado-e-o-caminho-para-o-sucesso/

Compartilhe:

Outros destaques

Como e por que o modelo Cloud está aqui para ficar?

Cada vez mais empresas estão começando a perceber as vantagens de se mover em direção à nuvem, e o COVID-19 acelerou a adoção dessa tecnologia.

Saiba mais

Por que a computação em nuvem é tão importante para pequenas e médias empresas?

Visando a incentivar a adoção, preparamos um conteúdo com cenários reais de uso da computação em nuvem em diversos setores.

Saiba mais

Field Services: por que você deve se importar com isso?

Há muitos pontos envolvidos com a prestação de serviços que merecem atenção por parte dos gestores das empresas. Afinal, não basta apenas oferecer os serviços de TI para seus clientes — é fundamental prestar toda a assistência para que funcionem adequadamente.

Saiba mais

Assine nossa news

Receba no seu e-mail informações e conteúdos ricos sobre transformação digital e jornada para nuvem dos melhores especialistas do mercado.
Não se preocupe, não enviamos spam. ;)