Voltar

Gestão da nuvem é o que determina o quão eficiente ela está sendo à empresa

Luiz Henrique Madeira

O Gartner mostrou que o mercado mundial de nuvem publica crescerá 17% em 2020,com uma receita de aproximadamente US$ 266,4 bilhões. Estes investimentos devem alcançar US$ 354,6 bilhões em 2022, com crescimento de 55% no período. Aqui no Brasil, os investimentos em TI totalizarão US$ 64 bilhões em 2020, 2,5% a mais em relação ao mesmo período do ano passado. Os números mostram que nosso país não está por fora do movimento global de transformação digital.

A aderência as novas tecnologias, como Inteligência artificial, Big Data e IoT, em que a maioria é aprimorada pela cloud, está impulsionando o mercado da nuvem. Isso traz um grande desafio. A nuvem em si não é mais novidade, o desafio é entender como o recurso auxiliará as empresas na disseminação de negócios.

O ponto que temos que ficar atentos sobre a eficiência da cloud é a gestão do recurso, ou seja, quão eficiente ela é para a empresa. Toda a nuvem, seja privada, publica ou hibrida, tem sua eficácia e necessita de um olhar analítico para identificar qual é a mais funcional.

Não posso afirmar “Vão para nuvem privada e deixem a nuvem pública, ou vice-versa”. O que euposso refletir é que tenham controle, e, a partir disso, otimizem os processos da sua empresa.

Outra coisa que reflete essa mobilização é o pé atrás que algumas empresas têm deestarem com uma infraestrutura atrasada. Este medo ocasiona mais migrações de ambientes on-premise para a nuvem pública, bem como tomando atitudes ousadas e assertivas, como aquisição de plataformas de gestão multinuvem buscando maior controle e governança, desde o início da jornada para a cloud até a sua estabilização e manutenção.

Isso é incrível para o mercado brasileiro, pois comprova a maturidade e aumenta o grau de exigência na implantação do recurso Nuvem. Na minha visão metade das empresas brasileiras usam alguma solução em nuvem, com destaque para os setores da indústria, governo e transporte.

Sempre me perguntam por conta da minha experiência: “Qual é o melhor e mais seguroprovedor de Cloud computing?” E minha resposta é: O melhor é aquele que atende as necessidades do negócio e, em uma análise de funcionalidades, tenha o melhor custo-benefício.

Pode parecer clichê, mas não é. Insisto em afirmar, o que refletirá no melhor aproveitamento são as tecnologias de gestão multinuvem. A migração pra cloud tem que ter objetivos claros para que não haja perda de know how. Tenha controle desde o começo da jornada para a nuvem, para que essa gestão seja assertiva.

Hoje, essas soluções contam com inteligência para mostrar a utilização de recursos, detalhando, por exemplo, por setores, hierarquias, centros de custos, etc. Isso traz insights de eficiência para queas empresas identifiquem quais departamentos aproveitam mais, e onde é possível otimizar os investimentos, contribuindo para a tomada de decisão. O controle integrado de todos os provedores, externos, internos, privados e públicos, possibilitam a gestão de custos e a visão holística da tecnologia. Algumas vezes, há tantas máquinas conectadas aos provedores que as empresas perdem ocontrole, não fazendo a gestão correta. Isso faz com que as companhias gastem mais que o necessário.

Meu apelo não é “invistam em cloud”. Na minha visão a tecnologia está se espalhando em um ritmo natural. O ponto é: “administrem os recursos em cloud com inteligência para que eles contribuam para gerar novos negócios. Além disso, tenham domínio sobre a gestão da nuvem, para realizar mudanças importantes que refletirão no crescimento da companhia.

Você,que é gestor, tem controle da cloud na sua empresa? Sabe se o setor que mais consome a nuvem está gerando o retorno esperado? Deixo aqui essas indagações para realizarmos um exercício de assertividade na utilização dos recursos oferecidos pela cloud.

Artigo publicado originalmente em: IIMA (Institution Information Management)

Compartilhe:

Outros destaques

Como e por que o modelo Cloud está aqui para ficar?

Cada vez mais empresas estão começando a perceber as vantagens de se mover em direção à nuvem, e o COVID-19 acelerou a adoção dessa tecnologia.

Saiba mais

Por que a computação em nuvem é tão importante para pequenas e médias empresas?

Visando a incentivar a adoção, preparamos um conteúdo com cenários reais de uso da computação em nuvem em diversos setores.

Saiba mais

Field Services: por que você deve se importar com isso?

Há muitos pontos envolvidos com a prestação de serviços que merecem atenção por parte dos gestores das empresas. Afinal, não basta apenas oferecer os serviços de TI para seus clientes — é fundamental prestar toda a assistência para que funcionem adequadamente.

Saiba mais

Assine nossa news

Receba no seu e-mail informações e conteúdos ricos sobre transformação digital e jornada para nuvem dos melhores especialistas do mercado.
Não se preocupe, não enviamos spam. ;)