Voltar

Servidor na nuvem x servidor local: como escolher a melhor opção?

Leonardo Costa

Muito tem se falado sobre o uso de servidor na nuvem, principalmente com o advento da transformação digital. Ele é uma alternativa interessante para as empresas que trabalham, atualmente, com servidores locais, com características peculiares e que tanto podem trazer benefícios para o negócio, quanto exigem maiores cuidados em seu uso.

Mas como tomar a decisão certa? É melhor optar por um servidor em cloud ou local? Muitos gestores têm essa dúvida, não é mesmo? Se é o seu caso, não se preocupe! Neste post, mostraremos as principais diferenças entre esses dois modelos, auxiliando você a encontrar a melhor solução para o seu negócio. Confira!

O que é o servidor na nuvem?

O servidor na nuvem é aquele que não depende de espaço físico na organização. Baseado em cloud computing, os dados ficam armazenados “em nuvem”, ou seja, hospedados em uma série de servidores remotos, pertencentes às empresas que operam com cloud.

As informações podem ser acessadas em qualquer lugar, por meio de qualquer dispositivo, com rápida recuperação das informações e garantindo maior disponibilidade de acesso.

O que é o servidor local?

O servidor local é aquele localizado nas dependências da sua empresa, sendo operado e mantido, com as suas devidas manutenções, dentro do ambiente empresarial. Nesses casos, a companhia tem a autonomia — e, consequentemente, a responsabilidade — de realizar todo o controle e a manutenção do servidor.

Ele fica alocado dentro da sua organização, exigindo cuidados de espaço físico, controle para manutenção do sistema e correção de lentidões, entre outros.

Quais são as diferenças entre o servidor na nuvem e o local?

Para realizar uma escolha eficiente, é preciso compreender quais são as principais diferenças entre os servidores locais e os de cloud computing. Para que você possa entender e realizar uma decisão acertada, vamos mostrar os principais pontos desse comparativo.

Desempenho

O servidor local terá tanto o desempenho quanto a estrutura presente. Em outras palavras, se você adquirir um hardware com determinada capacidade de armazenamento, aquele será o desempenho máximo. Caso sinta necessidade, deverá realizar a aquisição de um novo servidor ou expandir a capacidade de memória atual.

Já o servidor em nuvem é escalável, ou seja, você pode aumentar a capacidade de acordo com a necessidade e reduzir quando necessário. Por exemplo, se houver uma demanda pontual para aumento de desempenho, sua empresa poderá fazer a solicitação junto à companhia responsável pelo serviço, e ele será disponibilizado imediatamente.

Segurança

O servidor local precisa de protocolos de segurança implementados pelo próprio usuário, ou seja, sua empresa se torna responsável por toda a segurança da informação ali presente, sendo necessário ter um corpo de especialistas na área para realizar os protocolos.

Já na modalidade em cloud computing, essa questão é terceirizada, sendo a organização fornecedora do serviço a principal responsável pela cybersegurança.

Com isso, há pontos a serem considerados:

  • para quem optar por cloud, é necessário encontrar prestadores de serviço de confiança, que tenham experts em suas equipes e consigam realizar um melhor acompanhamento dessas questões no dia a dia;
  • para quem optar pelo servidor local, poderá ter maior autonomia para cuidar da proteção de dados, mas isso exigirá maior responsabilidade, acarretando em maiores custos para a organização.

Também podemos considerar, nesse quesito, o que concerne à segurança na perda de dados. Enquanto os dados em cloud não estão sujeitos a desastres tecnológicos ou problemas de ordem física, os servidores podem encontrar contratempos como quebras, perdas, furtos, roubos e incêndios, entre outras questões.

Escalabilidade

Os servidores locais não contam com a possibilidade de escalabilidade imediata. Ou seja, caso a sua empresa precise melhorar o hardware para aprimorar o desempenho, devido a um aumento de demanda pontual, será necessário contar com a compra de novos materiais.

Já para quem optar por cloud, a escalabilidade é imediata. Por meio de um contato com a agência responsável, é possível ter o aumento dos recursos disponíveis na mesma hora. Algo necessário, por exemplo, para quem trabalha com aumentos de demanda pontuais e não pode ter indisponibilidade do serviço.

Facilidade de acesso

Por ser in loco, o acesso aos dados dos servidores só pode ser feito pelas máquinas que estejam conectadas em rede com o servidor local. Ou seja, para que um colaborador, levando sua própria máquina, tenha acesso, é necessário que ele se conecte com a rede local.

Já no sistema cloud, os dados podem ser acessados a qualquer momento, a partir de qualquer máquina que tenha acesso à internet, com o login e senha do servidor na nuvem. É uma possibilidade, por exemplo, para oferecer flexibilidade de trabalho, como o sistema home office.

Suporte

Todo o suporte para o servidor local deve ser providenciado pelo proprietário. Ou seja, em caso de indisponibilidade, a sua empresa deverá correr atrás para encontrar um técnico que resolva a situação.

No serviço em cloud computing, a empresa responsável é a proprietária do servidor, ou seja, é ela a responsável por toda manutenção e suporte. Qualquer dúvida, ela deverá oferecer a resolução imediata.

Isso leva a duas questões importantes a serem consideradas:

  • o suporte in loco dá maior autonomia à empresa na resolução de problemas, ou seja, não é preciso contar com terceiros para esse fim — desde que tenha uma equipe de suporte interna;
  • o suporte para servidores na nuvem diminui a necessidade de equipes internas. Porém, torna a sua empresa dependente de um suporte terceirizado. Caso ele demore para prestar o atendimento necessário, sua solução poderá ficar mais tempo indisponível do que o necessário.

O que deve ser levado em consideração ao escolher um servidor?

Diante do que falamos, como decidir qual é a melhor opção para o seu negócio? A resposta é: depende. Cada organização terá uma dinâmica específica, para a qual será mais indicado um ou outro tipo de servidor.

Ainda há casos nos quais o uso de servidores na nuvem e locais pode ser recomendado. Isso deve ser estudado caso a caso, pois poderá surtir necessidades de adequações diferenciadas para o seu negócio. O importante é avaliar as vantagens e desvantagens e realizar uma implementação segura, com o apoio de uma empresa parceira de qualidade — principalmente se a opção for a adesão por um servidor na nuvem.

Para isso, conte com a Globalweb Cloud. Com experiência de mais de 20 anos no mercado, somos capazes de proporcionar os melhores resultados para a sua empresa, com implementações seguras, bem como um trabalho sério e responsável para proporcionar o melhor para a sua empresa.

Ficou interessado pelo servidor na nuvem? Entre em contato com os nossos consultores e saiba mais sobre essa opção!

Compartilhe:

Outros destaques

Qual é o impacto da tecnologia 5G na cloud computing?

A revolução da tecnologia 5G está prestes a começar. Assim que a inovação da comunicação sem fio for aplicada nos mais diversos países, notaremos seus impactos na eficiência operacional e na diminuição de custos das empresas, bem como na vida pessoal de todos os envolvidos.

Saiba mais

O que é machine learning? Tire aqui todas as suas dúvidas!

O machine learning e as diversas ferramentas de inteligência artificial e análise de dados têm como diferenciais a capacidade de entregar grande parte dos trabalhos para que as próprias máquinas os façam.

Saiba mais

Afinal, o que é data science? Descubra aqui!

Que o mercado está cada vez mais desafiador e exigindo decisões baseadas em exatidão dos gestores, não é uma novidade para ninguém. Diante disso, para quem se preocupa com as tomadas estratégicas, é fundamental ter conhecimento sobre o que é data science e qual seu impacto nas organizações.

Saiba mais

Assine nossa news

Receba no seu e-mail informações e conteúdos ricos sobre transformação digital e jornada para nuvem dos melhores especialistas do mercado.
Não se preocupe, não enviamos spam. ;)